FANDOM


Equilíbrio de Poder é a 216ª Página de Black Clover de Yūki Tabata.

ResumoEditar

Asta se pergunta por que o Reino Clover será destruído ou ele vai acabar morrendo. Yami diz que as previsões de Julius estão sempre certas e diz para Asta descansar em paz, que Asta pergunta por que Yami está supondo que ele acabará morto. Asta pergunta a Julius qual é o significado de tudo isso, que Julius diz que os poderes de Asta vêm de um demônio. Asta comenta que é o mesmo que eles enfrentaram, mas pensa em como ele sentiu uma presença similar enquanto estava em sua forma negra. Noelle pensa em como a forma de Asta se parecia com o demônio que sua babá havia lhe dito há muito tempo. Noelle pergunta se Asta está bem, o que Asta diz que ele está bem, mesmo com todos os seus músculos doendo, mas Mimosa diz a Asta que isso não conta como sendo bom. Yami diz para Asta ficar para trás desde que ele não quer pegar sua imundice do demônio, que Asta diz que isso foi duro e que a sinceridade de Yami dói as vezes. Julius diz a Asta que os chifres negros são o sinal de uma maldição chamada Vegh, e que se pode obtê-los usando um feitiço proibido ligado a um mundo à parte.[1] Asta se pergunta sobre esse mundo além do seu, que Julius diz a ele que esse mundo é do qual o demônio é. Secre diz que o seu é um demônio separado dentro do Grimório de Asta, que Julius pensa sobre os chifres em cima de Secre. Secre diz a eles que ela recebeu a maldição Vegh quando ela usou um feitiço proibido para tentar selar o Demônio há 500 anos. Secre se transforma em seu pássaro e explica como ela se transformou em um pássaro após o feitiço proibido, mas agora pode mudar as formas à vontade.

Julius fica animado sobre como a transformação de Secre é diferente da transformação regular, e como as magias antigas são realmente legais. Asta pede a Julius para voltar à conversa e se pergunta como ele vai morrer, o que Julius pede desculpas. Julius diz a todos que atualmente são três reinos que cercam o Reino Clover. A primeira é a nação militante, Reino Diamond, que eles têm um poderoso exército por causa de seus estudiosos da feitiçaria, Magia Negra e seus experimentos com seres humanos. A próxima é a nação neutra inexplorada, Reino Heart, que eles dominaram sua própria magia de estilo único, já que se adaptaram à sua terra rica em mana. A última é a nação demoníaca, Reino Spade, que eles alcançaram supremacia ao servir o antigo horror que adormece no extremo frio amargo de sua terra massiva.[2] Julius também diz que ao lado do Reino Diamond, o Reino Spade está expandindo sua influência para a Grande Zona Mágica entre eles. Julius diz então que atualmente seus cavaleiros mágicos estão exaustos e fatigados em um nível que nunca estiveram antes.

Yami diz a eles que os cavaleiros mágicos que foram possuídos pelos elfos estão em uma situação embaraçosa, já que eles lutaram como inimigos enquanto Mimosa e Noelle pensavam sobre seus companheiros de esquadrão. Julius diz que eles não podem perder seus cavaleiros mágicos, que Asta diz que não fizeram nada de errado desde que foram possuídos pelos elfos. Asta continua dizendo que tudo é culpa do Demônio e que todo mundo estava apenas sendo usado. Julius diz a Asta que é o que o Congresso Mágico vai decidir no tribunal e que eles julgarão condenar o poder do demônio. Julius também diz que Asta se tornará um bode expiatório de seu esquadrão, já que ele é um plebeu. Asta quer saber quem vai comandar o congresso mágico, que Julius lhe diz que a casa real de Kira será responsável.[3]

Em outra parte do Castelo Real, Augustus elogia Sekke por protegê-lo. Augustus comenta sobre como isso é o que Julius disse que os plebeus têm potencial e que os Louva-a-Deus Verdes estão cheio de plebeus, junto com seu capitão sempre fazendo manobras loucas e que ele não gosta de nenhum deles. Augustus então continua a elogiar Sekke, que Sekke pensa sobre como foi uma coincidência, já que ele estava fugindo de todo o caos. Sekke então diz a Augustus que este será um passeio no parque para ele desde que seus verdadeiros poderes despertaram, que Augustus diz que Sekke é um homem confiável. De repente, quatro magos aparecem e comenta como o rei é apenas um cavaleiro mágico fraco. Um dos magos diz a Augustus que eles vieram para tirar a vida de Augustus. Augustus pergunta quem eles são, o que eles dizem que isso não é da sua conta, mas que este é apenas o trabalho do Olho do Sol da Meia-Noite. Os quatro magos atacam, que Augustus diz a Sekke para cuidar deles, mas Sekke pensa em como ele está quase sem mana. Alguém de repente vem e usa sua magia para encolher os feitiços do mago. Como os magos se perguntam o que está acontecendo, o que a pessoa diz que os quatro magos são maus, já que eles estão aproveitando a crise deste país para guardar rancor contra a família real. A pessoa então usa sua magia para forçar os magos a se ajoelhar, o que os magos pensam sobre como eles não podem se mover. Um dos magos pergunta se ele é um membro da família real Kira, que o cara simplesmente ignora. O cara pergunta a Augustus se ele está bem, o que Augustus diz que ele não está bem, já que suas roupas estão sujas ao mesmo tempo em que chama o cara de Damnatio. De repente, Damnatio recebe uma reação e comenta como, em nome da família real e da justiça, julgará aquele que está possuído pelo Demônio.

Magia e Feitiços usadoEditar

Magia Feitiços

ReferênciasEditar

  1. Black Clover Mangá — Capítulo 216 (p. 3).
  2. Black Clover Mangá — Capítulo 216 (p. 4-6).
  3. Black Clover Mangá — Capítulo 216 (p. 8-9).

NavegaçãoEditar

Arco 9 Arco 10 Arco 11
Capítulos
215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228
Episódios
121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.